netas das bruxas que não queimaram

11:48



Mais um 8 de março e eu vindo aqui encher o saco. Eu já li em vários lugares e gosto muito da frase: 

"Nós somos as netas das bruxas que vocês não puderam queimar"

E talvez você não imagine, mas essa frase é cheia de significados. Já muitas pessoas fazendo piadas a respeito e as respeito também. 

Em outro texto recente, eu disse que estou querendo me conhecer melhor e isso me levou direto ao mundo das terapias holísticas, meditação (que eu ainda não comecei a praticar), ao Sagrado Feminino e até mesmo à astrologia! (prazer, geminiana) Tudo voltado à busca de mim mesma. Eu preciso me conhecer e para isso eu preciso aprender a olhar para dentro de mim, organizar minha bagunça interna, me conectar ao meu corpo e à minha história e antepassados.

Eu sei que tais assuntos soam engraçados e fantasiosos para muitas pessoas. Até mesmo para mim, que ainda os estou descobrindo, algumas coisas parecem "doidas". Mas olha só, já até me matriculei em um curso de reiki. 

Agora que já falei bastante sobre mim (a vênus é em leão, perdoa o egocentrismo e não desiste da leitura), voltemos à frase: "Nós somos as netas das bruxas que vocês não puderam queimar".

Ao conhecer minimamente sobre o Sagrado Feminino, aprendi que todas temos um poder imenso dentro de nós mesmas. Mulheres são criaturas sagradas, bruxas, curandeiras, fortes, independentes e donas de si. 

E essa frase me remete a isso. Todas as vezes que visitei minha vizinha benzedeira, todas as vezes que escutei minhas avós e tomei determinado chá para curar algo, todas essas vezes eu escutei matriarcas sábias, sendo bruxas, realizando o bem.

E eu sou neta dessas mulheres. Sou filha. Elas não foram queimadas. Na verdade, elas nunca se apagaram, sempre foram luz. Foram também exemplos de força para mim. Foram (e são, alô mãe), mulheres incríveis.

Minha tataravó era índia, foi capturada (sim!), quem sabe ela não era algum tipo de curandeira dentro da tribo? Então sim, eu sou neta (tataraneta?) de uma bruxa que nunca puderam queimar. Venho de uma linhagem de mulheres inteligentes, fortes e lindas, sim, lindas também, e tenho muito orgulho disso.

Sempre achei ~meio~ ruim ser mulher; tem machismo, não "poder" viajar sozinha, atenção com a roupa, ficar de olho se não tem ninguém te seguindo, menstruação e cólica todo mês. É puxado, homens parecem não saber, mas a gente se cansa. Demorou muito para eu levantar a bandeirinha do "sou mulher sim e com muito orgulho". 

E hoje eu venho aqui, desejar a todas vocês bruxas, curandeiras, netas de bruxas, mulheres, um feliz dia da mulher. Que esse dia seja iluminado e traga luz e paz para todos os outros dias da sua vida. Que você saiba e conheça seu próprio poder. Que você se sinta segura, independente de onde for. Que você continue na sua tragetória com garra e força, nada pode parar você!

Meu grande abraço a todas (e todos) que estão participando comigo desse processo de autoconhecimento, vocês são incríveis.

#GRLPWR



ilustra da incrível Sally Nixon

You Might Also Like

0 reações