#16 - Imagine-se aos dezoito anos de idade. O que diria a si mesma?



14 de novembro de 2016
Tema 97 - Imagine-se aos dezoito anos de idade. O que diria a si mesmo(a)?


Para início de conversa, meus 18 anos não foram há tanto tempo assim. Hoje, com 22 anos, claramente já vejo coisas que teriam facilitado minha vida na época, mas tenho certeza que a Lorena de 25 anos, por exemplo, teria muito mais coisas a dizer tanto a mim em 2012, quanto a mim hoje, em 2016. Mas vamos lá:

Querida Lorena, 

Eu sei que 2012 é um ano de decisões (hehe, ironicamente em 2016 você está se perguntando a mesma coisa, porém há menos de um mês de se formar, É ISSO MESMO, VOCÊ VAI SE FORMAR high five). Você não gosta do curso de biologia e está nessa de "should I stay or should I go". CALMA, MULHER. Eu sei que o fato de ser uma universidade federal está pesando e não, você não conseguiu entrar novamente em outra, pelo menos até hoje. Não que você tenha tentado muito, na verdade. Foram dois ENEMs para os quais você estudou muitíssimo pouco, beirando o nada, então.

Mantenha-se firme na decisão de abandonar o curso, ouviu bem? Seus pais não vão gostar, mas você irá receber muito mais apoio do que imagina e irá cursar um caminho que irá lhe satisfazer muito mais. Acredite em mim, vale a pena! 

Eu sei que o ano de 2011 terminou de forma muito ruim. Eu sei de todas as crises (eu estava lá, né) e senti na pele tudo o que você ainda está sentindo, E olha, vai passar e não, até agora não passamos por outra situação daquelas. Exceto, talvez, na metade de 2015 com o início de 2016 (e inclusive, Lorena de 21 anos, confie mais na sua mãe, tá bem?).

Nesse ano também, eu sei de todos os seus planos de, ao fazer 18 anos, arrumar um emprego e sair de casa. Eu me lembro de todas as contas que você está fazendo e não, não vai rolar. Quero dizer, a UFU vai entrar em greve e você vai começar um estágio remunerado na empresa que seus pais trabalham (eu sei, cadê a ideologia de não misturar as duas coisas? Sei não, mas não se desespere) e será um período muito bom para você. Eu sei que não posso ficar dando spoiler, mas essa experiência vai gerar um dinheirinho para você aproveitar algo muito bom que irá acontecer em 2013! E outra coisa, sua relação com nossos, seus?, pais vai melhorar 1000%, mas olha é um exercício diário, só lembra que todo mundo é humano e vai errar demais - você e eles.

Ah, outra coisa. Você teve seu coração partido de forma absurda recentemente, né? E foram duas vezes. Oh, não é culpa sua. A segunda vez, nem valia a pena - eu juro! - e você só "caiu nessa", por conta da primeira situação, que realmente foi séria.

Mas eu vou lembrar a você algo que já sabemos nessa altura do campeonato: você não vai conquistar todos os seus crushs.  Eu sei que está sendo difícil, eu lembro do mp3 com músicas de fossa momento vergonha, mas você tem amigos e depois que esse susto maior passar, você vai ver que a dor não é tão grande assim e olha, vai aparecer gente MUITO MELHOR (em 2012 mesmo).

Minha querida, precisamos falar sobre amizades. Você, até esse momento, é péssima para manter amigos, eu sei e nada mudou. Porém, acho que o melhor e mais valioso conselho que posso dar para você é: valorize e mantenha cada um dos seus amigos. Dica: Não é por sair do curso que você não pode manter contato com ninguém da biologia (luckily, você mantém contato com algumas pessoas, mas poderia ser mais gente, viu?) e não é porque você se formou no inglês que vai deixar esse seu melhor amigo aí escapar entre seus dedos - grow up, bitch! Ah, aproveita e gruda na Jordana, porque olha, amiga igual tá difícil (calma, vocês ainda são amigas, mas poderiam ser 10x mais próximas)!

Enquanto isso, passar bem. Só aproveita, por que, olha, de 2012 pra cá, sua vida melhorou demais e a gente tem que ser grata por isso todos os dias. ♥

P.S.: Por alguma razão a senhorita parou de escrever, né. Faz isso não! Está sendo realmente difícil readquirir esse hábito. É algo que sempre lhe fez tão bem, invista seu tempo em frente a mais páginas em branco.

ph1

ph2 - do dia do meu aniversário de 18 anos, primeira vez que entrei legalmente na balada, eu e meus amigos fomos os primeiros a chegar!!!

0 Comentários