Agora foi



Ontem foi o dia da minha colação de grau oficial. Agora eu sou oficialmente >>publicitária<< e isso me faz feliz. 

Agora eu tenho que fazer cadastro na APP (Associação de Publicidade e Propaganda), mas não estou afim, pois a anuidade não compensa. Agora eu tenho que pensar se faço pós, mestrado ou outra graduação (pós, depois mestrado, por favor). Agora eu posso sair do trabalho e ir direto para casa (e dormir antes da meia noite). Agora eu posso voltar a fazer compromissos à noite. Agora eu posso voltar a fazer aquele esporte, aquela aula de dança que eu falava que não tinha tempo por conta da graduação. Agora eu posso mudar a descrição do blog de "estudante de publicidade" para "publicitária" (prioridades, né mores).

Foram quatro anos de muitas incertezas, dificuldades, (algumas) brigas, novas amizades, amizades renovadas, algumas muitas empresas pelas quais passei e this is it! O mais triste é pensar que pode ser que eu não consiga manter mais tão próximas as pessoas que conheci ali ("a vida tá corrida"). Mas a sensação de dever comprido, sim, há essa sensação, por mais clichezona que ela seja, é inigualável. Quero dizer, eu fiz um churrasco para comemorar, minha amiga fez uma festa de formatura, fomos pro bar, abrimos espumantes, mas ontem.

Ontem eu fui até um salão especialmente decorado para a Colação de Grau. Ontem eu enfrentei uma fila para tirar foto com meus parentes, amigos e namorado. Ontem eu peguei uma fila para pegar meu diploma (o oficial!). Ontem me colocaram em mais uma fila para pegar a beca (e me deram da cor errada, teoricamente meu curso era azul formei com faixa vinho? WTF?). Ontem eu desci uma escadaria toda trabalhada no look que estava embaixo da beca, na maquiagem e no penteado. Ontem eu me sentei lado a lado com alguns dos melhores amigos que tenho. Ontem eu apertei a mão do vice-reitor da faculdade e pude finalmente agradecer toda ajuda que ele me ofereceu durante um problema na graduação. Ontem eu peguei um canudo simbólico (e levei para casa!). Ontem eu tive o prazer de jogar meu capelo pra cima - junto com mais umas 300 pessoas (e perder o meu no meio delas). Ontem eu tive todas essas pequenas alegrias que eu não sei explicar o quão significativas são.

Eu tenho tantas pessoas para agradecer, mas principalmente meus pais que, quando eu abandonei uma universidade federal para fazer publicidade em uma faculdade privada disseram que não pagariam pelo meu curso. Eu, muito geminiana, bati o pé e disse que não tinha problema, eu trabalharia e pagaria pela graduação e assim fiz - por 4 anos - não morri por estudar e trabalhar e cresci muito nesse período. A vocês eu só tenho o que agradecer (mas eu bem que aceitaria um reembolso pelo dinheiro que gastei brincadeira, amo vocês).



0 Comentários